O garoto e sua bola de basquete

Seu nome é Antonio, um garoto de 12 anos de idade. Nasceu e cresceu no Brasil. Ele é doce, amado por uma legião de amigos, cercado de um monte de primos, e que sempre encheu os corações da sua grande família com orgulho e alegria.

Mudar-se para Ontario, no Canadá, em julho passado, foi ao mesmo tempo o evento mais empolgante e o maior desafio pelo qual passou até hoje. Ele sempre se sentiu muito sortudo, por saber que sua família estava se mudando por escolha de vida e não por fugir de nada, e ainda por cima junto com seus pais e seu irmão mais velho… muito diferente das histórias que tem assistido na televisão e que acontecem de forma tão mais dura pelo mundo afora. Por outro lado, ter que deixar para trás tudo e todos que para ele são as grandes referências foi, certamente, uma das provas mais duras pela qual passou até aqui.

Enquanto desfazia sua mala e se familiarizava com a nova casa e com os poucos móveis que já haviam chegado, ele ficava imaginando como iria ser sua nova vida: a escola, os amigos, o ritmo, a cultura, a comida… tanta coisa nova para absorver…

Eles aterrissaram durante o alto verão e esperar até setembro para finalmente ir à escola e conhecer seus novos amigos parecia uma eternidade. Mas com tanto espírito esportivo, Antonio se juntou ao seu irmão e à bola que havia ganho de presente de despedida de um dos seus amigos prediletos, para criar momentos incríveis de diversão e fazer com que o tempo voasse.

Um belo dia, enquanto cuidava da louça, sua mãe ouviu um estouro… quando ela olhou pela janela, deu de cara com um caminhão da UPS. O coração dela disparou, mas ela logo viu seus dois filhos inteiros e a salvo! Foi a bola que levou a pancada. O motorista pediu mil desculpas aos meninos, e estes voltaram para casa em prantos.

Screen Shot 2017-09-12 at 7.17.10 PM

Aquela bola representava muito mais que um simples brinquedo. Quase representava o elo entre Antonio e todas as pessoas que ele amava e que agora estavam a milhares de quilômetros. Sua mãe teve que ativar seus “superpoderes de mãe” para virar a situação, o que ela fez, claro, cobrindo seu filho de amor.

Para a surpresa de todos, cerca de uma hora mais tarde, a campainha tocou. Quando ela chegou à porta, ela se deparou com a cena do motorista humildemente entrando de volta no caminhão da UPS, e antes que ela pudesse dizer qualquer coisa, ele deu partida e se foi.

Na entrada da casa ela encontrou uma caixa e um bilhete que dizia: “Desculpe pela sua bola. Aqui está uma nova.”, assinada por Terry – Motorista da UPS

Screen Shot 2017-09-12 at 7.19.40 PM

Com um gesto tão singelo, gerado por uma pessoa com senso de proatividade e com olhar humano, a UPS fez do Antonio o garoto mais feliz de Ontario!

Quando ouvi esta história, fiz questão de compartilhar aqui.

Para mim, este é um exemplo fantástico de como gestos simples podem significar tanto, como empresas que permitem que seres humanos tratem outros seres humanos com gentileza pode transformar adversidades em oportunidades.

Pode ter certeza que esta família vai contar esta história com o máximo entusiasmo, quantas vezes tiver a oportunidade de contar… e cada vez que o fizerem, mão mencionar a marca da UPS. Parabéns, UPS!

E você, que história fantástica de serviço gostaria de compartilhar com a gente?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s